Você tem dívidas ou contribuições?

Você tem dívidas ou contribuições?

Agosto 4, 2018 0 Por Patricia Carvalho

Aprendi recentemente que não devemos chamar nossas contas de dívidas, mas de contribuições. Apesar da explicação rápida, e muito sincera dessa pessoa, aquilo me fez pensar em como podemos realmente mudar nossa forma de encarar a vida e como consequência nossa realidade presente e futura. Com a simples troca de palavras.

Fui buscar no dicionário o que cada palavra quer dizer, e o significado já nos dá uma noção de que a troca de palavras deve ser feita imediatamente.

Sendo que dívida é – Tipo de dever (obrigação) moral adquirido pelo recebimento de um bem e/ou favor. Enquanto contribuição é – Ato ou efeito de contribuir. Parte que toca a cada pessoa numa despesa comum.

O significado em si é muito próximo. Mas as palavras usadas para justificar cada uma muda totalmente a ‘energia’ da palavra.

Reiki animais

Se nossas palavras tem força, energia e emitem isso ao Universo, com toda certeza devemos nos expressar com aquela que nos trará mais abundância, mais prosperidade

Quando li o significado de contribuição achei muito significativo o uso da expressão “Parte que toca a cada pessoa numa despesa comum”. Porque é isso, quando pensamos em nossas contas vemos de forma negativa. Como algo que devemos ao outro. E que é ruim, pesaroso, vergonhoso, para muitos até sujo, e indigno. Mas não, foi uma troca, sempre há uma troca. Mesmo que você a considere injusta (e isso já é outra coisa), houve uma troca que toca ambas as partes. E se torna algo comum aos dois, passamos a ter uma relação com esse bem e com esse fornecedor. Haverá sempre uma parte que toca a você, e uma parte que toca ao outro. Encarar dessa forma tornam nossas contas mais benéficas, elas passam a ser vistas como um bem adquirido que deve ser retribuído.

Leia mais sobre o assunto:  Como criar afirmações positivas

Passamos tanto tempo agradecendo por coisas e por que não por nossas dívidas, ou melhor, contribuições abençoadas também. Afinal se você adquiriu um bem, seja ele, um carro, imóvel, roupa, alimentos, conhecimento ou até mesmo sua água, sua luz, você deve retribuir ao fornecedor por isso.

E pense nesse fornecedor como você imagina o universo, que tanto te beneficia.

Contribuindo e não pagando. Tenha contribuições e não dívidas. E seja prospero, como a vida quer que você seja.

Compartilhe esse blog:

Postagens relacionadas