Consumismo

Consumismo

Junho 16, 2018 0 Por Leticia Melo

O que é consumismo? De acordo com o dicionário, consumismo é: 1. ato, efeito, fato ou prática de consumir (‘comprar em demasia’). 2. consumo ilimitado de bens duráveis, especialmente artigos supérfluos. 3. econ: doutrina de que um consumo crescente e ininterrupto é vantajoso para a economia.

Traduzindo, consumismo é um estilo de vida onde a pessoa sente a necessidade de consumir bens ou serviços supérfluos. A pessoa não tem a real necessidade de adquiri-los, mas o faz acreditando que com isso ela vai conseguir ser feliz. Canaliza o stress e decepções para a compra, buscando ter uma sensação e prazer imediato. Quando o consumo se torna compulsivo o consumo se torna um vício, como drogas. É considerado pelos psicólogos uma doença psicológica.

Somos bombardeados desde a infância com propagandas de produtos de todos os tipos, estimulando a comprar. E não apenas isso, mostrando que só quem tem aquele determinado produto é feliz. E isso é com todos os produtos. Com isso as pessoas são ensinadas desde a infância que o importante é ter, e não ser. Ter um cargo alto, um salário alto, casas, carros, roupas, sapatos, jóias, o ultimo modelo de celular, a lista é interminável. O consumismo é uma forma de fuga da própria realidade. E é estimulado pela mídia, que mostra uma realidade falsa de quem tem aquele produto ou serviço é feliz e bem-sucedido.

Diferença entre consumo e consumismo

O consumo saudável é quando a pessoa compra um produto ou serviço realmente necessário. Tomando uma decisão racional da compra e comparando preços. Consumismo é o gasto excessivo com produtos supérfluos. Compra excessiva de roupas, sapatos, apenas pela necessidade de comprar algo, ou para se manter na moda. Muitas vezes ao chegar em casa a pessoa já se arrependeu de ter comprado. Comprar o ultimo modelo de celular apenas para ter o ultimo lançamento da marca, para ter a sensação de status. A necessidade de consumir coisas pode se tornar uma compulsão.

Reiki animais

Muitas roupas e sapatos comprados nem são usados, ficam no guarda-roupa até serem doadas ou jogadas fora para abrir espaço para novas peças. O celular antigo, que muitas vezes ainda está em perfeito estado, é revendido ou simplesmente vai para o lixo. Artigos de beleza estragam sem uso, e vão para o lixo. E com isso a quantidade de lixo produzida pela sociedade aumenta. E não existe um sistema de tratamento e reciclagem de lixo que consiga tratar tudo que é produzido pela cidade.

O problema não é o consumo, e sim o consumo desenfreado de coisas desnecessárias, a relação que as pessoas fazem com ela. A busca por um prazer instantâneo e tão momentâneo que em alguns casos não dura nem até a pessoa chegar em casa com o objeto comprado.

Leticia Melo Administrator

Designer gráfico, Web Designer, artista, empresária, idealizadora do blog minhamelhorversão.org. Sagitariana, apaixonada por viagens, aventuras e animais. Escritora nas horas vagas

follow me
Compartilhe esse blog: